Domingo é sempre assim, e quem não está acostumado?

Titãs bem disseram, “domingo eu quero ver o domingo acabar”! E domingo nesse primeiro mundo? Tédio total e absoluto! Por que? Porque como eles são super civilizados e pensam nos direitos alheios, eles não trabalham (leia-se: nada funciona, nada mesmo).

Devo dizer que não sou e nunca fui fã de domingos. Adoro sábados, mas sempre achei domingos sacais. Mas na nossa “outra vida” acabamos descobrindo um ritmo para esse dia da semana. Tinha o almoço com a família, o jogo do campeonato brasileiro, as meninas com as coisinhas delas, idas ao bosque, ao parquinho e, eventualmente, idas ao shopping center. Conseguíamos ocupar o dia e distraí-las sem problemas.

Mas aqui os mocorongos foram dar com a cara na porta. Primeiro num shopping center, depois em outro, aí tentamos até a salvadora Ikea. Nada. Nadica de nada. Procuramos as Toys r us que, no site, informaram que estariam abertas. Mas não. Mortos de procurar, 40kms de andanças, duas crianças tão desiludidas que dormiram no banco traseiro, decidimos voltar para o bom e velho parque de ontem!

Aí, a alegria do dia já estava garantida! Brincaram, subiram, pularam… Só não se atreveram a se molhar porque hoje o sol se escondeu (e a mamãe teme que o veranico esteja chegando ao fim – não, por favor, que eu esteja redondamente enganada)!

Na volta uma parada inusitada a duas quadras de casa: um supermercado japonês! É, parece que os japas pensam como os brazucas e colocam a tropa pra trabalhar de domingo a domingo, felizmente para nós. Mas um baita mercado, lotado – um adendo: a região tem milhares e milhares de orientais, não tem chicano, não tem indiano, não tem brasileiro (3 “tipos” muito comuns na grande maçã), tem gente de olho puxado! – e os produtos, basicamente japoneses, vendendo a rodo! Super legal, super bonito e diferente de qualquer coisa que eu já tinha visto. Eu, que mal como comida japonesa, fiquei encantada! Fora que tem restauranteS dentro, uma linda peixaria, uma loja da Shiseido e japa, muito japa! Muito mais japa que na Liberdade, não tô brincando!

Vale um parágrafo: só lá e em mais dois outros estabelecimentos da cidade inteira vendem cerveja (ou outra bebida alcoólica qualquer). Isso quer dizer que: 1- Viramos clientes do supermercado; 2- Viramos clientes do supermercado! Hahaha Mas sério, eu nunca tinha visto isso também, nas nossas vindas para os EUA nunca tivemos problemas em encontrar bebidas! Em Miami, alguns lugares, só vendem até às 22hs, mas tem em todo canto! (No dia que fomos de ferry para Manhattan, no desespero de não termos visto onde vendiam bebida em Edgewater, trouxemos uma caixa de cerveja! A vontade era tanta que, mesmo sabendo o longo trajeto que teríamos que carregar as latinhas, resolvemos comprá-las!) Enfim, hoje compramos até vinho! Rs

O resto do dia foi morgando e fazendo planos para os próximos domingos como, nunca, jamais, em tempo algum, se planejar para comprar alguma coisa em loja num domingo novamente e pensar em passeios “na city” (em Manhattan) ou passatempos domésticos para os tediosos domingos de New Jersey! Ou ainda, quem sabe, convencer as meninas que domingo é dia de não fazer nada?

Fotos do parque, again!

20130818-224211.jpg

20130818-224235.jpg

20130818-224250.jpg

20130818-224218.jpg

20130818-224315.jpg

20130818-224330.jpg

Anúncios

11 pensamentos sobre “Domingo é sempre assim, e quem não está acostumado?

  1. Flavinha,
    Adorei o blog! Entrar aqui me trouxe boas lembranças de uma epoca, ha alguns anos, em que via minha mae acompanhando fielmente seus blogs (espero nao estar errando a familiar que escrevia blogs, hahahaha), ela adorava, sempre comentava com o meu pai sobre.
    Muito bom acompanhar as aventuras da nova vida de voces, estamos torcendo muito e muito felizes que tudo está se acertando!
    Saudades e aproveitem!
    (vou mostrar o blog pro meu pai essa semana)
    Beijos da sua prima, Julia.

  2. Domingo… Laaa no sul, na terra do Gambo e Jambalaya, não se vende bebida nesse dia, só cerveja. No Texas não se vende nada somente em lojas especializadas depois de um determinado horário todos os dias e NADA domingo. Isso tudo é lei estadual. Vocês vão ter que aprender como funciona a legislação ai.

  3. Flavinha ,Domingo é dia de ir a missa! Todos americanos seguem rituais e fazem tudo ” by the book” !!!
    Para mim só melhorou depois que instituimos ir ao Brooklyn visitar a grandma como todos da família faziam e voltar num mega engarrafamento, na Belt Parkway ,abençoados para a semana!!
    Para sentar no banco da praça tivemos que tirar a carteirinha de morador!!! Leis para tudo!!!
    lembra que não tinha Internet,muito menos Skype! Adote a idéia de mammy e skype no tédio!!!
    Bjs

    • Betty! Acho q o povo aqui na minha região nem vai tanto a missa, descobrirei isso depois, mas parece que ficam o dia inteiro comendo comidas japonesas lá no mercado! Rs
      Aos poucos descobriremos nosso novo ritmo, já q n temos grandma por aqui! O skype, certamente, será bastante utilizado! Rs
      Beijoca

  4. Flavia, estou adorando passar por aqui e ter notícias de vocês! E mesmo que de muito longe, curtir essa morada de vocês na terra do Tio Sam. Eu ia escrever que domingo é dia de missa, mas vi que já havia sido comentado. Sim, domingo é dia de missa, de escola dominical, de almoço na igreja, enfim, de tudo na igreja. E quando saem da igreja vão para casa descansar! Lembro de quando fiz intercâmbio, minha família era metodista, e eu fui “metodista” também por um ano… rsrs… Assim acompanhava minha família a igreja e aos almoços. Gostei da idéia da Nina, Skype para passar o tempo e matar a saudade! Santa internet, que alguns anos atrás não existia!! Curtam bastante, até os domingos entediantes!! rsrs… bjs

  5. Flavinha,
    Entrei no blog, como fazia com seu antigo, e comecei a ler todos os posts! Desejo que vocês tenham dois lindos e felizes anos aí e que seja uma grande experiência para as meninas. Certamente essa temporada em um lugar tão diferente do “habitat” delas trarão bons resultados no futuro. Temos sempre que tirar o melhor das coisas.
    Ficarei acompanhando as peripécias da família da terra do tio Sam e, até quem sabe, farei uma visita… planos para ano que vem: passar um mês aí estudando. Vou te contando.
    Sejam felizes!
    bjos,
    Patita

    • Patita!!
      Claro que é pra fazer uma visita! E dou toda a força para o mês estudando aqui, faz toda a diferença no CV e na vida, principalmente!
      Espero que tenhamos mesmo dois lindos e felizes anos e que seja bom para elas! Estamos fazendo o possível!
      Obrigada pelo carinho, querida! E mande mais notícias! Beijos beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s