Facilidades da vida moderna

Nem sempre teremos novidades. Aliás, o mais provável é que logo tudo vire “lugar comum” e eu não tenha muito o que falar. Mentira, eu sempre terei o que falar, só não sei quão interessantes meus assuntos serão. Rs

Hoje falemos de modernidade. Sempre soubemos que os EUA estão anos-luz à frente do Brasil na maioria dos lançamentos. Mas eu achava que, com a globalização, estávamos todos ficando muito parecidos. Temo ter estado errada neste pensamento.

Peguemos a limpeza. – Se tiver nojo, pare agora! Hoje fiz a primeira faxina. Não dava mais para enrolar. (Calma, o apartamento estava um brinco quando chegamos!) Então fui limpar banheiro. Peguei minha caixinha de lenços descartáveis umedecidos com Clorox (meio água sanitária) e passei em todas as superfícies. Peguei então a escova descartável sanitária e molhei na água da privada e um produto se desprende dela aos poucos (a água fica azul) e lavei o vaso. Tem um spray que passo, diariamente, depois do banho, com as paredes do box e a cortina ainda “suados” que não deixa acumular lodo, que já limpa bastante. É um adianto! Por fim, pegaria o rodo “Magic Eraser” que comprei e limparia o piso, bastando umedecer o rodo. E pronto. (O piso ficou para amanhã porque estava lavando roupa ao mesmo tempo.) Gente! Menos de 10 minutos para limpar o banheiro! E não, é impossível lavar com litros d’água e sabão porque não tem ralo no banheiro, a não ser o da banheira e o da pia! Belezinha!

Passar roupa? Comprei um ferro a vapor, daqueles que passa com a roupa no cabide, de lojas de roupas (que algumas pessoas têm em casa no Brasil). Passei quase 2 horas de roupa sem cansar, suar nem nada! Paguei só USD$49! Pela Amazon! Isso porque perdi a promoção da Macy’s que tava por 39! E pronto! Belezinha 2!

Lavo e seco a maioria das roupas. Comprei um micro varal para o que eu tenho medo meeeeesmo que encolha. Mas, felizmente, muitas das nossas roupas são de viagens anteriores aos EUA e não encolhem na secadora. Hoje, por exemplo, lavei duas máquinas e só coloquei no varal 4 peças. E o que sai da secadora, em sua maioria, vai direto para o armário, sem precisar passar. (Agora você me pergunta porque passei roupa por 2h, né? Algumas trouxe do Brasil lavadas porque foram usadas nos últimos dias e, a grande maioria das roupas, porque vieram naqueles benditos/malditos sacos à vácuo que fazem a roupa parecer ter saído do estômago da vaca)

Agora outra modernidade. Eu e marido não conhecíamos, talvez porque estejamos longe do ambiente escolar há uns meses (anos? Décadas?). Mas uma máquina que faz o seu banner em minutos? Em canvas? Auto-atendimento? Pagamento com cartão? Do tamanho que vc quiser? Isso já chegou aí? Se tiver chegado deve ser só na FAAP e na PUC, né? Rs Essa fica no shopping, no corredor do banheiro (tamanho o descaso com a máquina que achamos genial).

E a máquina da Coca que postei no IG outro dia? Mais de 100 sabores. Acho que eles pegaram uns 15 sabores básicos que têm e modificaram umas 7 vezes cada. Então da Fanta laranja tem: com uva, cereja, vanilla, diet, limão, pêssego e com Coca, por exemplo. Mas a máquina é toda digital e mistura na hora. Essa eu acho que a Coca deve levar logo para o Brasil. Se bem que até hoja pouquíssimas lanchonetes aí oferecem o self-service no refrigerante. Acho que alguns Subways só.

E o mercado de auto-atendimento também já foi assunto aqui. Mas tem também “drive-tru” de todos os bancos (isso eu vi bem pouco no Brasil. Em SP acho que tiraram todos – devem ser os assaltos – e acredito que ainda tenha no Banco do Brasil de Brasília). E um leitor de código de barras no supermercado que você pega quando entra, passa o leitor em todos os produtos que você colocar no seu carrinho e ao final da compra conecta somente o leitor no caixa e paga sozinho! Sem caixa, sem ninguém para verificar suas compras, sem ter que tirar do carrinho uma única mercadoria?

Muita modernidade para essa minha cabeça de formação desconfiada. Aí aprendemos a desconfiar de todos porque todo mundo quer dar um jeitinho. Infelizmente.

Muita modernidade para os meus dedos que mal conseguem digitar uma frase inteira no iPhone sem errar uma palavra!

Fotos: máquina da Coca e de banner. (A da capa é da passadinha na Michael’s na terça, só pra terem uma idéia do que é a “loja de artesanato” – chamá-la assim é dose – que tem a metros daqui!)

20130822-230424.jpg

20130822-230431.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s