Jogando conversa fora

Os "lindjos" personagens!

Os “lindjos” personagens!

 

 

Mamãe é fãzoca e tenta ir em todos que vê pela frente!

Mamãe é fãzoca e tenta ir em todos que vê pela frente!

Aprontando no Central Park

Aprontando no Central Park

Em cima da pedra

Em cima da pedra

Mamãe também se diverte

Mamãe também se diverte

Descobrindo o parque com o papai

Descobrindo o parque com o papai

Mais bagunça!

Mais bagunça!

Com o papai e o personagem favorito dele, o Count!

Com o papai e o personagem favorito dele, o Count!

Fazendo exercício escalando cordas

Fazendo exercício escalando cordas

Mais exercício no pula-pula!

Mais exercício no pula-pula!

Adorando tudo

Adorando tudo

O que ela mais queria era pegar na mão da Abby!

O que ela mais queria era pegar na mão da Abby!

Na montanha russa!

Na montanha russa!

Quem diria? Quem diria que um dia eu conseguiria viver – e numa boa – sem empregada? E sem um pediatra de confiança para ir a qualquer minuto? E quem diria que eu deixaria as minhas filhas sem escola? Eu não diria. Eu jamais diria. Não sei vocês…

Há muito tempo eu já acho estranhíssimo algumas amigas que não vivem sem babá para os filhos. Tenho amigas que têm babá todos os dias da semana, algumas 24hs seguidas. Tenho amigas que levam babás para as férias, para todos os passeios, para todos os restaurantes. Tenho amigas que as babás são parte da família (e isso é a melhor parte de ter uma babá, quando se acha uma que pode virar parte da família, admito). E eu nunca quis uma babá.

Dizer nunca nunca nunca é exagero. Eu já quis uma para os fins de semana. Eu já quis uma para passar a noite em casa para que eu e o Otávio pudéssemos dormir a noite toda. Eu quis. Quis por minutos, algumas horas, talvez um dia inteiro. E só. A vontade deu e passou. Babá pra mim sempre foi mais uma intromissão na casa do que uma necessidade. Talvez se eu tivesse um terceiro filho eu pensasse diferente. Ou se eu trabalhasse fora o dia inteiro.

Aqui eu tenho visto mais babás do que imaginava. Não que seja um enxame de babás como no Brasil, mas as escolas estão tão caras que muita gente tem optado por babás. Mas notem que é só para o período que os pais estão no trabalho, eu nunca vi família com babá junto, nem nada parecido. Nunca mesmo. Nem quando vejo os ricaços em Manhattan.

Tem gente que acha que todo mundo gostaria de ter babá e só não tem porque não tem dinheiro. Discordo por completo. Eu nunca QUIS ter, podendo pagar. Assim como hoje, mesmo que pudesse pagar uma empregada mensalista eu não iria contratar. Não combina, não cabe na nossa vida agora, seria uma intromissão que eu não quero nem de graça!

Chega de falar de babás… Adoro essa polêmica e tenho pensado bastante no assunto estando o tempo todo com as meninas. Acho que estar com elas é uma experiência tão rica que não gostaria não tê-la. Nada no mundo me faria abrir mão do tempo com elas, a não ser que eu precisasse muito do dinheiro do trabalho. Enfim…

No final de semana fomos a Manhattan porque a Lia queria ver os personagens que ficam na Times Square. São os personagens mais feiosos e mal ajambrados do planeta e elas adooooram! Imaginem a alegria delas na Disney! (Eu imagino isso o tempo todo! Hehe) Demos um pulo no Central Park também, mas estava um friiiiio!

No domingo, sem nada pra fazer por aqui fomos a Pensilvania de novo. Nosso ingresso do Sesame Place valia duas idas em 15 dias e vencia no domingo! E foi bárbaro! O parque é mesmo uma graça, não tinha sido deslumbre meu na primeira vez. As meninas adoraram tudo de novo e dessa vez a Marina também foi na montanha russa! Minhas filhas estão se mostrando fãs de brinquedos radicais como a mamãe aqui! Já tô até imaginando-as no Islands of Adventure! Hahaha

Ok, ok… Menos! Mas na próxima ida ao Six Flags eu vou enfrentar fila sim, marido que invente coisa pra distrair as meninas, e vou nas montanhas russas! E, naquelas mais levinhas, carrego a Lia comigo! (A Marina é mais aventureira e menos encanada, mas ela ainda não entra em um monte de brinquedos, infelizmente!)

Fotos e mais fotos do final de semana! Hoje as fotos ficaram no começo…  (A Lia também foi no Central Park, mas se machucou com um galho e quis ficar sentada no carrinho o tempo todo! Nada dramática… Nem sei a quem puxou! Hahaha)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s