Era uma casa americana com certeza…

Eu sei que já falei que aqui é super lindo, legal e organizado, mas ainda não falei porque eu acho isso tudo do Texas. Talvez eu tenha mencionado que as estradas são enormes e deslumbrantes, no sentido literal mesmo, quem anda aqui fica boquiaberto. E essa impressão não é só nossa “jacus”de país em desenvolvimento (não entremos na discussão da qualificação do Brasil, please), o Otávio tem uma colega da California, que fez faculdade na Lousiana e diz que o que mais a impressionou aqui foi isso, essa vastidão, essa coisa enooooorme. Aqui estão alguns exemplos dos viadutos que encontramos pelo caminho todos os dias, o tempo todo, em todas as estradas, são fotos que peguei no Google porque minha qualidade fotográfica em movimento não é digna de merecer espaço nem no meu próprio blog, ok? (Agora vai dar pra entender porque mesmo a nossa magnífica mocinha do GPS vive se perdendo!)

overpass.jpg (500×393)

JW_082209_0003_xlarge.jpg (800×533)

220px-High_Five.jpg (220×293)

high-five-interchange-dallas.jpg (845×568)

Outras coisas interessantes daqui, e dos EUA em geral, são as construções das casas. Nada é feito de tijolo, nada. Todas as obras que vemos têm uma estrutura em madeira (algumas com estrutura metálica) e as paredes são de drywall, invariavelmente. Eu adoro esse modelo porque fica pronto em dias, permite a reconfiguação com facilidade, ou seja, reformas num piscar de olhos, e é mais fácil para consertar qualquer tipo de vazamentos, etc. * Notem que eu sou psicóloga, não engenheira, nem arquiteta. Eximam-me dos meus comentários de leiga, por favor! * A única desvantagem que vejo é a dificuldade de pendurar coisas muito pesadas na parede, tem que ser feito um estudo para que se coloque os parafusos alinhados com a estrutura de madeira. Mas é só, nem o problema do barulho me incomoda. Tá, temos um vizinho de cima insuportavelmente barulhento, já até reclamamos dele na administração, mas acho que ele seria barulhento em qualquer estrutura predial.

New-Home-Construction-Site.jpg (1080×688)

Outro detalhe é a falta de ralos. Nem na cozinha/lavanderia, nem nos banheiros existem ralos, a não ser o de dentro do box, banheira ou pia. Ralo no chão não existe. Aqui ninguém lava o piso, daquelas lavadas de jogar água com sabão em pó, sabe? Hehe Aí entram duas coisas: hábitos e produtos! A cultura daqui, por ninguém ter empregada, é bem diferente, não tem aquela esfregação diária (quantas e quantas vezes eu pedi para as minhas empregadas passarem pano na casa TODOS os dias???) e, quando se limpa, é com produtos de excelente qualidade e que dão conta do recado, né? Tem a bendita Magic Eraser para tudo, para paredes, para pisos, para banheira… Adoro!

E os acabamentos? As minhas bancadas de cozinha e banheiros, tanto em NJ como aqui são de mdf com fórmica. E funcionam perfeitamente! Claro que bancadas de pedra são mais bonitas, mas não sinto a menor falta. Outra vantagem da drywall é a passagem da tubulação de ar, todo lugar tem ar/aquecedor central, e isso faz muita diferença. E dentro dos armários dos quartos não é cheio de prateleiras/gavetas, tem uma prateleirona em cima e araras. Só isso. (Isso é péssimo, gosto bem mais dos nossos armários!)

Que mais? Nenhum banheiro tem janela, nenhum! Todos têm ventilação artificial e é mais do que o suficiente, fora que, vamos concordar, janelinha de banheiro é a coisa mais feia numa casa olhando por fora! (Nossa arquiteta em Bauru também detestava e fazia projetos com clarabóias/jardins nos banheiros para ficar mais amigável) Quem precisa de janela no banheiro? E lavanderias, nossa, eu adorava lavanderias enormes, com bastante varal, melhor ainda era casa com lugar para secar a roupa no sol! Hahaha Aqui seco 99% das roupas na secadora e o que não vai pra lá fica num varalzinho de 1,0X0,50m! Praticidade é o nome do meio do americano!

Enfim, estou viciada num canal que tem aqui, o HGTV, é um canal só de casas. Os programas são variados, mas todos me agradam! Tem americano mudando para Costa Rica, Holanda, Australia, etc, aí vai um corretor e mostra 3 opções de casas/apartamentos no valor que o cliente quer e o cliente tem que escolher. Ou tem gente que a casa tá mal dividida/oganizada aí fica uma mulher reformando a casa e um homem mostrando 3 outras casas para saírem da deles, aí no fim eles têm que optar entre ficar na deles reformada ou ir para uma outra casa. Ou ainda dois irmãos, um construtor e um corretor, que ajudam a família a comprar uma casa meia boca e tranformam em uma casa super legal. E por aí vai… Estamos experts em casas de/para americanos! Hehe (E claro que nas mega casas todas as bancadas são de pedra e os armários são maravilhosamente bem divididos!)

Gosto muito do que vejo aqui. Acho mais prático e mais bonito, em geral. Sinto falta das casas modernas de concreto e vidro, que eu adoro e quero ter uma no Brasil. Aqui usa-se muita madeira e muita textura de tijolinho. Mas, gosto do que vejo sim. Morro de rir com um anúncio em outdoor que sempre vemos que é “Nós compramos casas feias!”, só isso! Aqui todo mundo sabe que é fácil transformar algo feio em belo, nem que seja derrubando e começando outra vez, mas o processo leva só algumas semanas, claro!

highres_6211359.jpeg (3459×1011)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s