You are my sunshine, my only sunshine…

Falar delas é tão fácil…

Lia

Minha mocinha há muito deixou de ser um bebê e é uma companheira incrível. Sensível, delicada e muito inteligente. Escreve algumas coisinhas e tem se confundido com os números, escreve o 5 espelhado e confunde o 6 e o 9. A letra S também é um mistério! Hehe Fala pelos cotovelos, mas só com quem tem muita intimidade, pois é bastante reservada. De poucas gargalhadas e sorrisos tímidos. Está bem menos egoísta emprestando tudo à irmã sem que tenhamos que implorar. (Ufa!) Adora pular na cama elástica e fazer shows para nós, se considera uma bailarina nata! Sonha em ser costureira de roupas de Barbie ou médica da família toda, mas não quer atender mais ninguém, só quem for da família. Por falar em Barbie, parece ter enjoado delas, tem preferido brincar com bichos de pelúcia e brincar de cabeleireira. Adora pintar. Gosta também de ouvir historinhas e ainda é apaixonada pelo Sítio do Picapau Amarelo. Adora se vestir, escolhe todas as roupas, acessórios e sapatos. Adora se maquiar, e sempre exagera no blush. Às vezes empurra a irmã, ou mostra a língua, mas sempre que a Marina chora e perguntamos o que aconteceu, a Lia diz “eu machuquei ela”, sem rodeios. (Vai para o castigo, mas merecia um prêmio por honestidade, não?) Quando fica brava por proibirmos alguma coisa nos chama de “chatos”. Não gosta de dar e receber beijos, só na cabeça e na mão. Adora abraçar e sempre pede para fazermos carinho nas suas costas. Gosta de dvds da “Barbie”, “Hi-5” e filmes da Disney. Não é consumista e não pede muitas coisas. Adora comer queijo, danoninho, cheeseburger, tomate, maçã e chocolate. Só toma água, suco de maçã ou de uva. É uma drama queen! Tem dificuldade com o R (poblema, quisto redentor, cocodilo, tabalho).

Marina

Meu bebê está prestes a completar 3 anos. E é tão desenvolta! Fala bastante e tem um sotaque perfeito nas palavrinhas em inglês. É muito palhaça e muito destemida, pula de qualquer altura e não para quieta, por isso vive se machucando. Mas mal chora por machucado, diz “não doeu, mãe” e segue em frente. Ou, se doeu, faz um escândalo e não deixa ninguém ver onde machucou. É aficcionada por princesas da Disney. Todos os dias diz que é uma delas e pergunta qual eu sou e se o papai é o príncipe ou a fera. Adora usar botas e saias. Adora roxo. Brinca muito de Barbie ou bonequinhos em miniatura. Gosta que eu faça penteados. Diz que quer ser cozinheira. Se acha muito independente e aparece na sala carregando uma garrafa de 3 litros de leite quando quer beber, em vez de pedir para pegarmos. Vive abrindo a porta da geladeira. Adora “Jake and the Neverland Pirates”, “Sofia” e “Doc”. É de riso fácil. Mas fica brava com a mesma facilidade. Pede desculpas por tudo, o tempo todo. E qualquer coisa que dê errado ela diz “não tem pobema”. Come nuggets, cookies, bananas e arroz. Toma leite puro ou com chocolate, muito suco e muita água. Ama Coca. Quando vai para o castigo começa a brincar e esquece do tempo. Adora caderninhos e “escrever”, prefere a escrita ao desenho. Demora mais para dormir, mas não costuma acordar à noite nem para fazer xixi. Fala tudo e sem parar. Não gosta de catar os brinquedos e tem dificuldade em ajudar. Gosta de ficar mais tempo no banho. Pede coisa em toda loja que entra, mas muitas vezes não sabe o que quer e chora com a indecisão. Adora beijar e acha que casais se beijando estão casando (na novela, cada vez que se beijam ela pergunta “já estão casando de novo, mãe?”).

Acho que esse tempo com elas em casa é um presente. Mais até para mim do que para elas. Poder curti-las à exaustão é uma delícia, mesmo querendo esganá-las em alguns momentos (ou ainda fugir correndo para o precipício mais perto). Não tem tempo ruim para as duas, são muito bem humoradas e topam qualquer programa. Acho que tem dedo nosso aí, não posso acreditar que seja só sorte, ou que seja sorte alguma, é sim competência nossa! Hehe

Adoro poder fazer o impossível para que o mundo fique melhor para elas. Se elas querem ter uma cama-elástica e o melhor lugar para tal é na sala de casa, assim será feito. Muito mais importante do que me preocupar com estética (ou ainda com o julgamento alheio) é me preocupar com a felicidade delas.

Se elas têm limites? Claro que têm, e muitos. Elas vão diariamente, e repetidas vezes em alguns dias, para o castigo. Elas são ensinadas a pedir desculpas, agradecer. Elas não podem desrespeitar o próximo nunca. E elas sabem disso. Limites, a meu ver, são na educação, não na quantidade de amor/atenção que eu posso dedicar-lhes. Posso, gosto e quero, dedicar-lhes a maior quantidade de tempo possível sempre. Jamais me arrependi de não ter trabalhado até hoje na vida delas. Para mim, muito mais importante do que ter mais renda em casa é estar presente nessa fase primordial da vida delas, é até os 3 anos que a criança aprende o que é o amor. Não me frustrei um só minuto e sou muito mais feliz do que em qualquer trabalho que tive.

Sei que, mais dia menos dia, essa fase passa. E sentirei muitas, muitas saudades.

Enquanto isso, sou todinha delas. Com muito prazer.

P.s.: fotos de hj num aquário aqui perto. Nota-se q o frio deu uma trégua. E eu adorei as águas-vivas nesse tanque que ficava mudando de luz e podíamos vê-las por completo!

20140214-021237.jpg

20140214-021252.jpg

20140214-021656.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s